sábado, 21 de maio de 2011

SRAM S60

Depois de terminar o Triatlo Longo de Lisboa (era a minha prova de teste) decidi que iria investir um pouco mais nas distâncias longas.
Para além dos treinos havia a questão da bicicleta. Como, por agora, o meu rendimento não justifica o investimento numa bicicleta de Triatlo puro decidi que iria investir num par de rodas.
Depois de alguns contactos, muitas leituras, indecisões, etc. acabei por adquirir as SRAM S60 (ainda ponderei a S80 para trás mas assim tenho umas rodas mais polivalentes).


Do pouco uso que, até agora, lhes dei a sensação é agradável. Vamos ver o que os resultados dizem acerca deste investimento.
A lamentar, para já, são as milhentas afinações que sou obrigado a fazer sempre que tenho que trocar as rodas habituais por estas... Pode ser que com a prática tudo se torne mais fácil.


Aqui está a máquina pronta para as distâncias longas. Venha daí S. Jacinto...

4 comentários:

Pedro Brandão disse...

Parabens amigo. Tens ai um boa máquina. Dou-te uma sugestão: vira o avanço ao contrário. Ele está com inclinação para cima. DE o virares fica mais baixo. Ganhas muito mais aerodinamismo. Mas tens que te habituar

Miguel Andrade disse...

Boas rodas! Boa prova em S. Jacinto!

Anónimo disse...

Realmente as rodas têm bom aspecto. mas necessitas de afinações? eu tinha umas cosmic elite e a cassete era igual à das outras rodas e funcionava tudo na perfeição. tens cassete diferente?

Hugo Gomes disse...

Obrigado companheiros!

Brandão, o avanço (comprimento e inclinação) foi o melhor compromisso que consegui entre rendimento e conforto. Sei que perco em aerodinamismo mas o corpo agradece... :)

A dificuldade das afinações das rodas (para além dos travões, que é normal) prende-se com as mudanças. Apesar de serem cassetes diferentes (uma é 11-23 e outra é 11-25) têm ambas 10 velocidades, pelo que não compreendo esta diferença brutal de afinações... Segundo me disseram tem a ver com o eixo... :(