terça-feira, 26 de agosto de 2014

A Minha Solução Para a Crise...

O tempo passa e não há meio da crise se ir embora do nosso país (e já nem falo da troika que essa ainda vai demorar muito).
Os políticos que nos (des)governam vão dizendo que as condições estão melhores, que os indicadores são positivos, que Portugal está em crescimento, etc. mas "cá em baixo" não se nota nada, pelo contrário.
E, pelos vistos, todos aqueles milhares de Portugueses que estão no desemprego, todos aqueles que se viram forçados a emigrar, etc. também parece que não notam.
E a contradição é de tal forma que nos dizem que as condições estão melhores, que os indicadores são positivos, etc. mas os cortes sucedem-se a um ritmo impressionante, de tal maneira que até querem intrerromper as férias aos Exmos. Srs. deputados da nação (nem que seja para apanhar "apenas" meio mês de cortes mas é melhor do que nada, para que possamos manter as "boas" condições do nosso país)... Claro que o (des)Governo não tem culpa, a culpa é do Tribunal Constitucional e de todos nós (se não que outra razão haveria para sermos nós a pagar a crise?). Até quando???...

Eu tenho uma proposta para resolver a crise do nosso país, que vou expôr de seguida.
Dividimos o país em Portugal Bom e em Portugal Mau.
No Portugal Bom ficariam todas coisas boas que fazem o país prosperar e ficariam responsáveis por esta parte todos os que, das mais diversas maneiras, contribuem para esta evolução.
No Portugal Mau ficariam todas as coisas que nos afundam e ficariam responsáveis por esta parte todos os que levaram (e vão levando) Portugal ao fundo. Todos os que investiram onde não deviam, todos os que compraram o que não podiam, etc.
Depois era só mudar a imagem do Portugal Bom para não ser confundido com o Portugal Mau e tínhamos o problema resolvido.
O que acham?

A banda sonora (fantástica) deste post só poderia ser...

domingo, 17 de agosto de 2014

S. Macário - A Subida

Há uns tempos fui até S. Macário com os meus colegas de pedaladas (era uma das subidas aqui há volta que me "faltava no curriculo"). Contudo, com "pena" de mim, apresentaram-me S. Macário por uma das vertentes menos agressivas (S. Pedro do Sul, Sta. Cruz da Trapa, Manhouce, S. Macário), ainda assim dura q. b.. A descida dessa volta foi feita até Sul (é mesmo o nome da povoação) por aquela que é "A Subida" a S. Macário. Deu para perceber, na altura, que essa vertente era brutal e fiquei com vontade de lá voltar e atacar S. Macário por este lado. Ontem foi o dia.


Saí de Viseu em direcção a Castro Daire (via N2) e daí segui para Sul onde iniciei "A Subida" a S. Macário.
Esta subida tem 9,4 kms de extensão com 9% de inclinação média mas os primeiros 6 kms são, como dizer... demolidores. São percentagens brutais, sempre sem aliviar e onde não há uma sombra para nos atenuar um pouco o sofrimento. Com desmultiplicação de 39x27 andei muito tempo com cadências de 45/50 rpm... Duríssimo (cadência média de 56 rpm e ritmo cardíaco médio de 165 bpm). Após cerca de 50 min. a subir lá conquistei S. Macário e pude desfrutar da magnífica vista dos arredores.


Na descida, após este esforço, nada melhor do que parar um pouco para recarregar de água e beber um daqueles refrigerantes (cujo nome começa em coca e termina em cola) que não sendo saudável, de vez em quando, sabe bem. Onde? No "Salva Almas", claro.


Aqui ficam alguns números deste treino/desafio.
Distância: 100 kms
Duração: 4h 25min
Desnível acumulado: 2.350 D+
Nutrição: 2 barras energéticas, 4 bidons (3 litros) de água e 1 coca-cola
Outros: 1 furo e 1 empeno brutal.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Descubram as diferenças

Hoje trago-vos um desafio. Descubram as diferenças nas imagens seguintes.

Antes

Depois


Á primeira vista o que mais se nota é que o local onde foi tirada a foto não é o mesmo.

Depois, para os mais observadores, veêm que o selim não é o mesmo.

O "velhinho" Specialized Tritip SL Gel



foi trocado pelo "estranho" ISM Adamo Breakaway.



Finalmente, para os mesmo muito observadores, apercebem-se do pneu traseiro furado na segunda imagem...


Se identificaram estas 3 diferenças, os meus parabéns!