sábado, 27 de abril de 2019

Duatlo de Paredes 2019

Dia 25 de Abril decorreu, em Paredes, mais um Duatlo do Campeonato Norte e Douro Norte da dnFTP.


Num dia de muito frio e muita chuva, tudo menos convidativo para a prática de desporto outdoor foram muitos os que deixaram o conforto das suas casas, os seus sofás e a sua TV/consola de jogos para correr e andar bicicleta. Doidos? Não! Apaixonados. E não há valor mais forte do que a paixão.

De manhã decorreu a prova jovem.
Mais de uma centena de jovens correu e pedalou (num percurso de BTT que se tornou exigente pelas condições climáticas). A Escola de Triatlo de Viseu participou com os seus atletas, tendo todos eles tido um bom desempenho e, colectivamente, alcançaram a 4.ª posição.

De tarde, após completarem a sua prova e resistindo ao mau tempo, formaram ainda uma fantástica claque que aplaudiu e incentivou todos os atletas, naturalmente dando mais ênfase aos do Clube de Triatlo de Viseu que esteve, mais uma vez, bem representado.

Os adultos foram postos à prova num percurso de ciclismo com zonas técnicas e 2 subidas chatas que foram ultrapassadas por 4 vezes, sempre debaixo de chuva, vento e frio.



Não querendo comprometer a minha preparação para Viseu nem, acima de tudo, a minha integridade física decidi fazer a prova com o pé do acelerador ligeiramente levantado.


O tempo final (1h09m18s) acabou por ser agradável, dadas as condições da prova, e as sensações também.


Terminada a fase dos Duatlos, seguem-se os Triatlos.

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Duatlo de Vagos 2019

Este fim de semana não era para ser de competição. Contudo, dada a substituição do Duatlo de Santo Tirso para Vagos, lá fui fazer "uma perninha" (duas, neste caso).



Numa zona fora do centro de Vagos (Santuário de Nossa Senhora de Vagos, a 3 km do centro) foi montada a estrutura que permitiu ter uma prova interessante. Apesar do tempo não ser o ideal (o piso estava molhado) o facto de não chover e de não estar muito frio acabou por ser positivo.




Tal como os outros duatlos na distância sprint foi uma prova bastante rápida. Fiz uma primeira corrida forte para integrar um bom grupo no ciclismo (o que veio a acontecer). O percurso do ciclismo, sendo plano, proporcionava-se a andamentos rápidos. O grupo, contudo, foi algo preguiçoso e, embora a média final fosse agradável, fomos quase sempre os mesmos 3 ou 4 a dar o peito ao vento enquanto os restantes se resguardavam. Enfim, provas curtas são mesmo assim.



Na corrida final, ligeiramente mais longa que o habitual nestas distâncias, acabei por conseguir andar praticamente ao mesmo ritmo da primeira corrida o que é muito bom.

No final, após 1h 08' de prova, e sem esperar, acabei por ficar em 3.º lugar no GI 40-44 e subir ao pódio.



Não sendo algo extraordinário é algo que eu dedico à minha extraordinária esposa que me vai apoiando para que eu possa treinar e competir. Obrigado!

O Clube de Triatlo de Viseu esteve, mais uma vez, bem representado quer em quantidade quer em qualidade.


Agora, apesar da cabeça já está focada no Viseu Triathlon, temos ainda o Duatlo de Paredes (onde estarão também os nossos infantes da Escola de Triatlo de Viseu) e o Triatlo de Soure.