domingo, 17 de março de 2019

Duatlo de Soure 2019

Ontem foi dia de mais uma competição (esta época quero compensar as poucas provas que fiz a época passada). Desta feita deslocámo-nos a Soure para fazer o Duatlo Sprint da vila.


O coração da prova foi o Parque dos Bacelos e, se por um lado, para quem está a correr todos os retornos e viragens são "ingratos", por outro lado, para quem está a assistir, conseguir acompanhar a prova é uma mais valia.


As provas na distância sprint não têm muita história, nomeadamente os duatlos. Para mim, basicamente, é andar cerca de 1 hora com o ritmo cardíaco acima dos 170 bpm. Custa, dói, mas volto sempre para mais um... :)
Fiz uma primeira corrida forte o que me permitiu integrar um grupo interessante no ciclismo. Ainda tentámos organizar o "carrocel" para perseguir um grupo que seguia à nossa frente mas a organização durou pouco e acabámos por rolar (forte) juntos até ao final. Não apanhámos o grupo da frente mas também não fomos apanhados por outros grupos portanto o balanço é positivo.


A segunda corrida foi, tal como a primeira, a bom ritmo. Na meta, tal como no resto da prova, lá estava a minha claque a apoiar e o meu filho quis correr com o pai, cruzando a meta comigo (vejam lá a técnica do miúdo, deve ser dos genes). :)


O nosso clube teve, mais uma vez, uma boa representação não só em quantidade mas também em qualidade. O triatlo/duatlo começa a ganhar o seu espaço em Viseu e sinto-me orgulhoso por contribuir para isso.


Dia 11 de Maio voltaremos a Soure mas, dessa feita, para o primeiro Triatlo da época.

terça-feira, 12 de março de 2019

Duatlo Vila Nova de Cerveira 2019

Depois da estreia competitiva desta época em Sicó não ter sido muito agradável, este fim de semana voltei a competir, desta feita em Vila Nova de Cerveira.


Mais do que pela competição, o fim de semana valeu pelo convívio. Dada a distância e, uma vez que os alunos da Escola de Triatlo de Viseu se iriam estrear neste Duatlo, decidimos ir passar o fim de semana a Cerveira. Fomos uma comitiva de mais de 20 pessoas que, sempre animada, fez da estreia dos mais novos aquilo que as competições (jovens, mas não só) devem ser: uma festa!

De manhã coube aos mais velhos mostrar como se faz. Se em Sicó não fiquei fã dos percursos, aqui em Cerveira gostei bastante. O coração da prova bem no meio da Vila com bastante gente a assistir, uma corrida com boa parte a ser feita na zona ribeirinha e sem andarem a inventar com trilhos e afins, e um percurso de ciclismo com uma ondulação interessante e com piso agradável.




A primeira corrida foi feita a ritmos bastante altos o que me permitiu entrar em grupos bons no ciclismo mas, dada a minha falta de treino neste segmento, foram vários os grupos que perdi. Estas provas servem também para isto. Afinar o planeamento melhorando os segmentos onde estamos mais frágeis. Na segunda corrida senti-me bem, com "boas pernas" e consegui impor um bom ritmo.
No final, com uma animada e barulhenta claque, foi com satisfação que cortei a meta 1h04'40'' depois  da partida.



De tarde foram os mais novos que se estrearam nas provas. O nervosismo e a ansiedade eram, naturalmente, enormes mas foi com satisfação que todos eles cortaram a meta. A experiência de quem trabalha semanalmente com eles e os vê concluir a sua primeira prova é gratificante e todos estamos ansiosos pela próxima.